Notícias

Nos próximos dias 22 e 23 de maio, o Sicoob Fluminense será um dos parceiros para a realização do Seminário de Desenvolvimento Regional que discutirá os impactos de infraestrutura na atração e consolidação de investimentos transformadores para o Norte e Noroeste Fluminense. A realização do evento, na Universidade Estadual do Norte Fluminense, está a cargo do Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento do Norte e Noroeste Fluminense, com organização da Associação das Indústrias da Codin e Guarus e apoio da Codemca, Firjan, Sebrae e Cecam. A abertura oficial está programada para as 14h, pelo prefeito de Campos dos Goytacazes e presidente do Cidennf, Rafael Diniz, devendo contar com representantes dos Governos Estadual e Federal, além de integrantes de entidades da sociedade civil e de promoção de desenvolvimento regional. Diversas palestras e mesas redondas estão sendo programadas pela organização, estando confirmados para debate temas como o Complexo do Açu (termelétricas, gasodutos e acesso à BR 101); Ponte da Integração; Infraestrutura Rodoviária (RJ 244, BR 356 e BR 101); Ferrovia 118 (Rio-Vitória); saneamento básico; Barrado do Furado e setor de energia. Haverá ainda atividades paralelas, como a seção de negócios, exposição e degustação de produtos típicos da região. Entre os resultados previstos para o evento pela organização estão o surgimento de propostas concretas dos agentes públicos e privados em relação à infraestrutura regional, assim como o planejamento de fóruns de debates bimestrais nos…
Quarta, 01 Maio 2019 11:05

1.º de maio - Dia do Trabalho

O Sicoob Fluminense parabeniza todos os seus colaboradores pela passagem do Dia do Trabalho. Todos juntos somos fortes! Todos juntos somos um!
Brasília – “As cooperativas de crédito registraram um crescimento sustentável espetacular na última década, inclusive em momentos difíceis da nossa economia. Passamos por crises financeiras, na política, em diversos setores e o cooperativismo de crédito manteve seu ritmo de crescimento”, afirmou o diretor de Fiscalização do Banco Central, Paulo Souza, durante a reunião plenária do Conselho Consultivo do Ramo Crédito da Organização das Cooperativas Brasileiras (CECO). O evento ocorreu no dia 17 de abril, em Brasília, e reuniu representantes de todos os entes do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC), de representantes do Banco Central e do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (FGCoop) e, também, da Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop), que discutiram os futuros passos do segmento. O diretor de Fiscalização do Banco Central, também destacou que o papel das cooperativas de crédito como um importante balizador de mercado, sobretudo por oferecer serviços financeiros mais baratos à população, de forma massificada. “Sem dúvida alguma, o SNCC é a resposta para muitas perguntas da sociedade brasileira a respeito da competividade do Sistema Financeiro Nacional”, enfatiza Paulo Souza, que se comprometeu com o crescimento do segmento: “vamos lutar, fortemente, ao lado de vocês, para efetivar nacionalmente o SNCC. Queremos contribuir com esse crescimento”. DISCURSOS LEGITIMIDADE: “O comprometimento de vocês, que legitimam a nossa base, nos mostra o nível de excelência na hora de estabelecer metas e de supera-las. Vocês atuam…
Em Assembleia Geral Ordinária realizada às 15h do dia 25 de abril, em última convocação, o Sicoob Fluminense teve suas contas relativas ao exercício de 2018 aprovadas por unanimidade. Dezenas de delegados, representando os cooperados, compareceram à AGO, aberta pela Presidente do Conselho de Administração, Vera Almeida, e coordenada pelo Diretor-Presidente Neilton Ribeiro da Silva. Os participantes puderam acompanhar a exposição da evolução patrimonial da cooperativa, assim como a saúde financeira da instituição, com o aval do parecer do Conselho Fiscal e da auditoria externa, a cargo da CNAC/SP. Entre os principais números apresentados sobre o Sicoob Fluminense, que já ultrapassou a marca dos 15 mil associados, destaque para o crescimento, de 2017 para 2018, de 44,18% sobre os ativos totais; 28,78% nas operações de crédito; 47,98% nos depósitos totais e de 94,95% na poupança. E mais: as operações de seguros cresceram 78,53%; as relativas à previdência privada 62,53% e as dos cartões de crédito 231,33%. A destinação dos resultados/sobras do exercício de 2018, em 100% para os cooperados, de acordo com as movimentações individualizadas, também teve aprovação unânime – o valor ultrapassou os R$ 835 mil, sem contar a retenção dos fundos obrigatórios. Outros aspectos do edital da AGO igualmente foram aprovados por todos os delegados, como a lista dos municípios com os quais a cooperativa poderá operar junto às prefeituras municipais, após a devida legalização desse tipo de…