Notícias

Sábado, 30 Março 2019 23:31

Agência de Mendes começa a ser reformada

A agência do Sicoob Fluminense na cidade de Mendes, região sul do estado do Rio de Janeiro, está sendo reformada. As obras de modernização e ampliação estão em ritmo acelerado, e fazem parte de uma série de iniciativas para a comemoração dos 90 anos da instituição, no mês de outubro. Agora incorporada pelo Sicoob Fluminense, a Sicoob Cremendes foi criada no dia 20 de outubro de 1929, quando moradores e comerciantes da cidade fluminense se reuniram para criar a Sociedade Cooperativa de Responsabilidade, a primeira cooperativa brasileira do ramo Luzzatti, inspirada nos bancos populares italianos do Século XIX. O nome Cooperativa de Crédito de Mendes (SICOOB Cremendes) foi adotado há cerca de 50 anos.
O Diretor-Presidente do Sicoob Fluminense, Neilton Ribeiro da Silva, representou a instituição na quarta-feira, 27 de março, por ocasião da inauguração, junto à agência de Carapebus, da Sala do Empreendedor. O evento teve a participação da prefeita Christiane Miranda de Andrade Cordeiro, representantes da prefeitura e da sociedade organizada local. A Sala do Empreendedor é fruto de uma parceria do Sicoob Fluminense com a prefeitura de Carapebus e o Sebrae, representado na oportunidade pelo coordenador regional Norte Fluminense, Gilberto Soares. Para Neilton Silva, a Sala do Empreendedor será mais do que um espaço de ideias e projetos, mas efetivamente um apoio direto ao empreendedorismo em Carapebus e região, com o suporte do Sicoob Fluminense.
No dia 19 de março foi realizada em Mendes uma reunião de planejamento acerca das ações a serem desenvolvidas este ano dentro do Programa Cooperativa Mirim. O objetivo foi o de alinhar as atividades proposta pelo programa e as demandas apresentadas pela Cooperativa Mirim de Mendes – UNICOOP, pioneira nesta concepção no estado do Rio de Janeiro, constituída em 2018. O Programa Cooperativa Mirim foi desenvolvido pelo SESCOOP, inspirado nos modelos da Cooperativa Escolar de Nova Petrópolis-RS e de Sunchales/Santa Fé – Argentina e, em 2018, foi implementado em Mendes a partir de parceria e da expansão do Instituto Sicoob no estado do Rio de Janeiro. O município foi contemplado pela história do cooperativismo em Mendes e pelo sucesso do programa de formação de professores, o COOPERJOVEM. Estiveram presentes na reunião as professoras orientadoras e voluntárias do Programa Cooperativa Mirim Laíze Bernardo Monteiro (Orientadora Pedagógica), Maria Aparecida da Silva Francisco (Professora), Telma Cristina Trindade Pinto (Professora) e Elaine de Fátima Virgílio Francisquini (Professora). Também participaram a Coordenadora das Escolas de Tempo Integral, Gabriela Brum e os representantes do Instituto Sicoob e do Sicoob Fluminense, Luis Eduardo Ramos e Maria Clara Batista. Já no dia seguinte, 20 de março, houve a atividade de Sensibilização com a nova turma de docentes do Cooperjovem 2019, ministrada pelo instrutor Iran Pithan, com a finalidade de disseminar a cultura de cooperação, baseada nos princípios e valores…
O Diretor-Presidente do Sicoob Fluminense, Neilton Ribeiro da Silva, foi um dos participantes do debate “Tecnologia e Inovação no Agronegócio – da economia verde à importância dos dados para o setor”, organizada pela Sociedade Nacional de Agricultura, na quinta-feira, 14 de março, no Rio de Janeiro. O evento teve o apoio direto do Centro de Inteligência em Orgânicos da SNA e a organização do Green Rio. O objetivo do encontro foi o de levantar a discussão sobre qual é o papel a ser desempenhado na área de agricultura pelos setores público e privado, que incluem governo, academia, pesquisadores, empresas, setor de energia, biotecnologia, tecnologia digital e o mundo financeiro. E ainda buscar respostas para a pergunta: quais serão os novos participantes e que tipos de parcerias serão possíveis? Neilton Silva integrou a mesa “Inovação e ganho de escala em produção sustentável”, ao lado de representantes do Senai, Embrapa Solos, Banco do Brasil e Conab. O Diretor-Presidente da cooperativa falou da importância do movimento cooperativista no setor, e ainda abordou a linha de crédito agrícola da instituição. Segundo a organização, criar um sistema global eficiente de alimentos, resiliente e voltado para alimentar uma população que deverá atingir nove bilhões em 2030 é um dos grandes desafios das empresas do agronegócio para o futuro, que precisam fortalecer suas cadeias de fornecimento e adaptar suas ofertas para atender a uma diversidade sem precedentes…